Pular para o conteúdo principal

Como aprender a cozinhar

Eu morava sozinha e lembro-me de digitar no Google “blog de cozinha” e o Panelaterapia apareceu como sugestão. E caiu como uma luva.

As receitas da Tati eram (e são) simples, fáceis e preparadas em porções pequenas. Ela descreve muito bem o passo a passo das receitas, então, para quem não sabia ferver água, o blog chegou na hora certa. Ainda acesso o Panelaterapia, quase diariamente, procurando uma inspiração, uma sobremesa, uma ideia. É um dos melhores blogs de culinária que conheço. Hoje a Tati tem um canal no Youtube e ficou ainda mais fácil aprender com ela.

Não sei como, conheci o Pitadinha, blog da Ju. Receitas que te abraçam. Receitas para a família, em porções grandes e até receitas leves e muito saborosas. Tudo explicadinho com tanto amor, que eu sempre que faço uma receita dela tenho vontade de colocar um pedacinho numa caixa e mandar pra Recife.

Com a Ju e a Tati eu fui tomando gosto pela cozinha, porque aos poucos as coisas começaram a dar certo. O macarrão começou a ficar no ponto, eu descobri a quantidade de sal “do meu gosto”, os bolos não solavam mais. Fiz um risoto. Uma carne no ponto. Uma torta de frango.

A principal dica é: siga a receita. Encontre um blog, um canal do youtube, um livro, um chef de sua confiança e siga as receitas. Siga até ter segurança de criar as suas, de fazer substituições. Se a receita de bolo é com farinha branca, faça com farinha branca da primeira vez. Faça com o açúcar que for pedido e com a quantidade de óleo certa. Depois, teste com suas substituições.

As coisas nem sempre dão certo da primeira vez. Sua omelete vai ficar destruída, seu bife vai ficar salgado e a lasanha, aguada (true story). Mas isso tudo é importante para aprender qual a sua dificuldade e onde as coisas estão dando errado. Persevere!

Por onde começar:


Meus livros referência:

Tag “Biblioteca na Cozinha” aqui do blog

Playlists maravilhosas para quem está começando a cozinhar:

Panelinha – Santa Rita 
Panelaterapia – Utensílios de Cozinha 

Outros blogs legais:



Boa sorte!

Comentários

Destaques

Comidinhas da Diana

Inicialmente pensado para ser um instagram com receitas e dicas para introdução alimentar dos bebês, a página da Diana e da Fernanda se tornou uma inspiração pra mim.

E fez tanto sucesso que virou livro: ele traz receitas simples e com muitos vegetais, excelente para variar o cardápio e tornar opções cotidianas mais nutritivas - um exemplo é a carne moída com legumes, preparo simples e que ganha mais sabor e nutrientes com adição de legumes variados.

Há também indicação de idade e algumas receitas são indicadas para intolerantes, embora este não seja o foco.

Todas as receitas do livro estão no Insta que linkei acima e o blog está sendo construído também. Gosto do livro pela facilidade de ter as receitas sempre a mão. Excelente para crianças e adultos!

Cardápio para quibe assado

Precisava de acompanhamentos para o Quibe Assado que eu estava morrendo de vontade de preparar e, indecisa, providenciei vários:
Caponata de Berinjela Salada de Abobrinha Grelhada Salada de lentilha com cebola caramelizada
Também comprei pão sírio e hommos tahine. Um cardápio lindo, diversificado e saudável!
Segue a receita do QUIBE ASSADO (para 06 pessoas)
1,5 kg de patinho moído duas vezes 2 xícaras (chá) trigo para quibe 2 colheres (sopa) de pimenta síria 1 punhado de hortelã Sal a gosto (aqui foram duas colheres de sopa) 1 cebola Azeite
Hidrate o trigo em água morna por trinta minutos. Escorra e reserve.
Bata cebola, a hortelã, a cebola e a pimenta no liquidificador. Amasse bem a carne com o tempero. Junte o trigo e misture novamente muito bem. Junte 1 xícara (chá) de água gelada e incorpore à mistura.
Coloque a mistura em um travessa de vidro untada com azeite e aperte bem. Faça marcações em diagonal no quibe, cubra com um pouco para azeite e leve para assar  em forno médio pré aqu…

Para congelar: comida feita em casa, todos os dias!

Sempre congelo grão de bico cozido, molho de tomate, frango desfiado, espinafre, etc.  Porque não congelar o prato pronto também? Resolvi investir um dia para congelar as refeições da semana aqui em casa. Eu fui incentivada por um post da JuPitadinha, que está programando as refeições da família dela para um mês. Aqui, meu congelador é pequeno e comporta refeições para os cinco dias úteis, os mais problemáticos para pensar nos cardápios e cozinhar. Hoje, em 5 horas de trabalho (entre compras e cozinha) resolvi 4 pratos para duas pessoas e 6 marmitas de 500 ml de sopa pra mim (amo sopa, mesmo quando tá calor!).
Após alguns testes, concluí que este recipiente que uso - 750ml - rende 4 refeições pra gente, ou seja, é perfeito para 1 jantar e 1 almoço para duas pessoas. Faça os testes e rapidinho você vai encontrar uma quantidade ideal pra sua realidade.

O arroz ou a batata faço na hora, porque é bem rápido e fácil, né. Mas dá pra congelar o arroz prontinho e fica ótimo também.  Alface e…